A camisa-verde integralista é sempre colocada em comparação com as camisas-pardas e camisas-negras do nazismo e do fascismo, fazem isso os falsos historiadores, cujo objetivo é dizer “se é parecido é uma e mesma coisa” ou “se é igual é uma e mesma coisa”. No vídeo vamos conhecer os reais motivos que levaram os Integralistas a adotar o uso do fardamento. Vamos desmentir as fraudes caluniosas contra a camisa verde.

ERRATA (Direto da FIB): NÃO FOI APENAS UMA ÚNICA REUNIÃO, mas sim UM CONJUNTO DE DISCUSSÕES que se estenderam de fins de 1932 até o referido 23 de abril de 1933. Portanto, os personagens que erradamente foram mencionados como presentes na Reunião, na verdade eram os envolvidos, os participantes, nas Discussões (entre outros que não foram mencionados).

Fontes de assuntos mencionados no vídeo:

1- Discursos. Plínio Salgado, Vol 10.

2- Plínio Salgado meu pai, Maria Amélia Salgado Loureiro.

3- Origem das Calúnias contra o integralismo, O integralismo perante a Nação, Vl 9. Ordem do Komintern

4- A Camisa Verde, Discursos. Plínio Salgado, Vol 10.

5- O Integralismo como Filosofia política, Discursos, Plínio Salgado, Vol X

6- A Verdade sobre o Integralismo, Jayme Ferreira da Silva.

Veja Também: Os INTEGRALISTAS na II Guerra: O que fizeram os integralistas durante a II Guerra Mundial? https://www.youtube.com/watch?v=LFlH9Nd771M Carta de Natal e Fim de Ano´de 1935 (Plínio Salgado) Discursos de 1935 onde Plínio Salgado condena formalmente o totalitarismo, o racismo, a idolatria e paganismo do Nazismo, antes de qualquer outro movimento político no Brasil:https://www.youtube.com/watch?v=TJdrDWo6Vkc

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here