Durante o inicio do mês do outubro, os alunos dos 9ºs anos do Colégio Puríssimo visitaram o Arquivo Municipal de Rio Claro. A visita teve como objetivo compreender a necessidade da memória para a história e incluiu o acervo permanente do escritor, jornalista, teólogo e político conservador brasileiro, Plínio Salgado um dos fundadores do Integralismo, movimento político nacionalista brasileiro surgido em 1932.

Considerando-se que este conteúdo é abordado no currículo de história do 9º ano do Ensino Fundamental II, é de enorme importância o contato com documentos históricos como: fotos, cartas, peças de uso pessoal, entre outros, em busca de uma aproximação entre os estudantes e o universo histórico estudado invitando os alunos ao conhecimento.

Arquivo Plínio Salgado

O acervo é composto por 40.970 correspondência de 1926-1976 (61.194 páginas); mais de 400 livros, particularmente as obras doutrinárias de Plínio Salgado e publicações de autores integralistas; atas produzidas pelos núcleos da Ação Integralista Brasileira e diretórios do Partido de Representação Popular; 6 762 fotos familiares e políticas envolvendo a Ação Integralista Brasileira e o Partido de Representação Popular ; 570 exemplares de jornais e revistas, com destaque para A Offensiva (1934-1938), O Aço Verde (1935) e Monitor Integralista (1933-1937), Revista Anauê (1935-1937), Acção (1936-1938); além de objetos pessoais e material de propaganda política como botons, distintivos, medalhas, bandeiras, adesivos, louças etc.

No mês de outubro de 2014 o acervo Plínio Salgado, custodiado no Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro foi nominado no Programa Memória do Mundo da Unesco – Memory of the World (MoW).

Criado pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 1992, o Programa Memória do Mundo reconhece como patrimônio da humanidade documentos ou conjuntos documentais, arquivos e bibliotecas de grande valor internacional, nacional e regional

Com informações do site Colégio Puríssimo – Rede ICM de Educação e do Arquivo Público e Histórico de Rio Claro

Deixe uma resposta