Muitos pseudo-Integralistas ou neo-Integralistas, rejeitam a idéia de Deus e proclamam-se ateus (uns poucos se dizem agnósticos).

No entanto, a crença em Deus é fundamental na Doutrina Integralista. O Integralismo afirma peremptoriamente a existência de Deus, e critica e condena o ateísmo e o agnosticismo.

A questão de Deus não é despicienda para o Integralismo. Plínio Salgado, na “Quarta Humanidade”, nos diz:“A concepção do Estado e da Sociedade está ligada à concepção do próprio Universo. É da idéia do Cosmos que deriva o senso das finalidades humanas. É do sentido das finalidades humanas que procede o pensamento da organização social. É do pensamento da organização social que decorre a orientação política, com influencia, por sua vez, na Sociedade e no Estado.”

No Integralismo, Deus vem antes de tudo. Eis o que dizem as “Diretrizes Integralistas”:
“I) O Integralismo compreende o Mundo de um modo total, e pretende construir a Sociedade, segundo a hierarquia de seus valores espirituais e materiais, de acordo com as leis que regem os seus movimentos e sob a dependência da realidade primordial, absoluta e suprema, que é Deus.
“II) Essa hierarquia, na qual se fundam o princípio e o exercício da Autoridade, faz prevalecer o Espiritual sobre o Moral, o Moral sobre o Social, o Social sobre o Nacional, e o Nacional sobre o Particular”.

O Chefe Nacional Plínio Salgado, iniciou o Manifesto de Outubro – documento de fundação do Integralismo -, com a seguinte frase: “Deus dirige os destinos dos Povos”. E, mais recentemente, dentro do melhor espírito Integralista, assim começa o Manifesto da Juventude: “Deus está acima de tudo”.

Conseqüentemente, um “Integralista” ateu ou agnóstico, não é um Integralista de fato. Não há lugar para ateus e agnósticos nas fileiras do Integralismo.

Antes de terminar, apenas mais um comentário: É muito curioso que os comunistas – ateus por definição ideológica – critiquem a nossa crença em Deus. Parece-me bem melhor acreditar na existência de Deus, do que acreditar no marxismo, que já demonstrou o seu fracasso em todos os países em que chegou ao poder…

Leitura disponível também no blog Integralismo: História e Doutrina

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here