Farias Brito é talvez mais lembrado por ter sido o ponto de onde partiu a doutrina da Ação Integralista Brasileira. Foi com a leitura dele que Plínio Salgado deixou o materialismo, em 1918, para se converter ao Catolicismo e iniciar sua longa peregrinação até o lançamento do Integralismo. Mas ele é muito mais do que isso.

Brito foi a grande pedra no sapato de todos os filósofos materialistas brasileiros. Em suas obras, REFUTA cabalmente as doutrinas que fundamentam a existência na Matéria e na negação do Espírito. Entre elas, os exemplos mais notáveis foram o evolucionismo, o positivismo e o marxismo. Devido a esse percurso, é chamado por muitos de O MAIOR FILÓSOFO DA AMÉRICA LATINA. Sua obra originou o integralismo, a jornada intelectual de Jackson de Figueiredo e Galvão de Sousa (o maior nome do tradicionalismo no Brasil) e o moderno esforço verdadeiramente filosófico no Brasil. Também rejeitou o liberalismo, o individualismo, o coletivismo e as filosofias sociais mecanicistas, defendendo uma sociologia política Orgânica e moralista.

Com razão Francisco Elias de Tejada, maior Carlista espanhol do Século XX, o chamou de PONTO DE PARTIDA PARA UMA INTERPRETAÇÃO DO NACIONALISMO BRASILEIRO.

A esquerda e a direita têm lutado há um século e com todas as forças pra esconder Farias Brito de você. Mas nós queremos que você possa estudá-lo. Por isso, digitalizamos os livros mais importantes na compreensão do seu pensamento — e organizamos a lista abaixo para que você tenha todos os recursos necessários a isso.

BAIXE AGORA GRÁTIS: https://bit.ly/bibliotecafariasbrito

Deixe uma resposta