O Prefeito de São Bento de Sapucaí – SP, em decisão arbitrária, retirou o nome do poeta, escritor e político, Plínio Salgado, da tradicional Praça Pública municipal. ”Em duas canetadas, o prefeito Ronaldo Rivelino (PV) excluiu o nome de Plínio de uma praça e extinguiu a semana cultural em homenagem ao jornalista e ex-deputado” informou Leandro Mazzini do jornal ”O Dia” na última quarta-feira (31).

A Frente Integralista Brasileira (FIB), Associação Cívica e Cultural Arcy Lopes Estrella (ACCALE) e a Casa de Plínio Salgado (CPS) encaminharam notas de repúdio a prefeitura e aos vereadores da cidade.

Sobre a Praça

Segundo o pesquisador Guilherme Jorge Figueira 1 ”Uma das praças públicas mais antigas de Rio Claro, a própria Praça Plínio Salgado teve origem antes do surgimento do fundo Plínio Salgado, criado em 1985, após D. Carmela Patti Salgado doar a direção do Arquivo Público Histórico de Rio Claro significativo material composto de correspondências, fotos, livros e objetos pessoais, servindo como um irradiador de homenagens, encontros acadêmicos e pesquisas sobre sua vida e obra literário-política, sendo reconhecido em todo o país como principal acervo em domínio público, cumprindo seu papel de auxiliar nas pesquisas históricas.

Mesmo sua intima presença ligada a Rio Claro, a homenagem pode passar despercebido para um morador desatento, entretanto no cenário nacional a figura de Plínio Salgado continua sendo emblemática”

1 FIGUEIRA, Guilherme Jorge. Praça Plínio Salgado: Patrimônio Histórico de Rio Claro-SP. Revista do Arquivo, Rio Claro, n. 12, p. 19-21, Junho de 2014.

Deixe uma resposta